Portes GRÁTIS a partir de 29,99€ para Portugal continental.

TUDO O QUE PRECISA SABER SOBRE CHAKRAS

Escrito em 07 de maio de 2021

TUDO O QUE PRECISA SABER SOBRE CHAKRAS

Nunca foi tão excitante estar vivo. Os avanços da tecnologia, as conquistas da Humanidade e o desenvolvimento da ciência tem aproximado o Homem de uma existência cada vez mais plena. No entanto, ainda existe muito caminho a percorrer e muitos desafios a vencer até chegar a esse ponto. E isso só será possível quando nos reconectarmos com a espiritualidade.

 

Felizmente, existe cada vez mais uma abertura às questões do espírito, até porque cada vez mais pessoas percebem que só assim é possível vencer os grandes desafios da atualidade. O estilo de vida moderno está pejado de perigos, como o stress, a ansiedade ou a sobrecarga de trabalho, que só é possível ultrapassar com o equilíbrio entre o corpo e a mente.

 

Os chakras têm por isso um papel fundamental na vida do ser humano, no alinhamento entre o mental e o emocional. Afinal de contas, somos todos energia e ao reconectarmo-nos com essa luz, criamos todas as condições para vencermos na vida, alcançando a paz interior e uma realização próspera, tanto física quanto psicologicamente.

 

O QUE SÃO OS CHAKRAS?

É sabido que todo o Universo é feito de energia. E o Homem, enquanto parte integrante desse mesmo Universo, também não é mais do que energia. Os chakras são precisamente energia - ou melhor, luz -, que são responsáveis por distribuir a nossa energia vital pelo corpo. É por isso que o organismo do homem é composto por sete chakras, cada um com características próprias.

 

Os desafios do mundo moderno, como os que mencionámos em cima - o excesso de trabalho, o stress ou a ansiedade - desequilibram os chakras, já que canalizam a nossa energia para pontos não desejáveis. Para conseguir uma existência plena, é fundamental conhecer cada um dos chakras, onde se localizam e quais as suas próprias características.


Ao fazer este exercício muito pessoal, é possível resolver bloqueios de energia, que levam ao aparecimento de problemas de saúde ou a burnouts mentais. Com o excesso de trabalho, o Homem moderno tem perdido a conexão com a Terra e com o tempo. É necessário desacelerar e voltar a alcançar um equilíbrio espiritual, já que o mental e o emocional é tão ou mais importante do que a parte física do organismo humano.

 

QUAIS SÃO AS CARACTERÍSTICAS DOS CHAKRAS?

Como mencionámos nas linhas acima, o organismo é composto por sete chakras, cada um com características distintas e responsável por diferentes objetivos. Comecemos pelo primeiro, o Muladhara. Este é o chakra da Raiz, ou seja, o da fundação. Localiza-se na base da coluna, é representado pela cor vermelha e é o responsável pela vitalidade do corpo. É ele ainda o que nos garante coragem, bravura e paciência, o que significa que, quando está em desequilíbrio, nos torna violentos ou tensos.

 

O segundo chakra é o Svadhishthana e, por se situar bem em baixo do umbigo, é conhecido como “o chakra do umbigo”. É representado pela cor laranja e tem como responsabilidade a força, tanto mental quanto física, abrindo-nos a porta ao desejo, à alegria e às novas ideias. Como é um chakra muito ligado à parte emocional, o seu desequilíbrio leva à confusão e até a problemas físicos, como o excesso de peso ou a impotência sexual.

 

O terceiro chakra é o Manipura, situa-se bem acima do umbigo e é representado pela cor amarela. É o chakra responsável pelo bom funcionamento de todo o metabolismo humano e também pela identidade de cada um de nós. Ou seja, é responsável pela personalidade, pelo controle e até pelas mudanças de humor. Dá logo para ver o que gera o seu desequilíbrio: ódio, rancor ou medo.

 

O quarto chakra é o Anahata, situado no centro do peito, e é representado pela corverde, o que lhe vale o cognome de chakra cardíaco. Ao se situar junto do coração, é o responsável tanto pelo amor como pela circulação sanguínea. Tem a seu cargo a compaixão, o amor e a paz de espírito. Por sua vez, o seu desequilíbrio gera problemas cardíacos e muita instabilidade emocional.

 

O quinto chakra é o Vishuddhi, o “puro”, que se situa no pescoço e é representado pela cor azul. Junto às cordas vocais, é responsável pela comunicação e toda a vibração que percorre o organismo. Gera criatividade e empreendedorismo, enquanto que o seu desequilíbrio provoca problemas de comunicação, tanto verbais quanto criativos.

 

O penúltimo chakra é o Ajna, situado precisamente entre as sobrancelhas e é representado pela cor violeta. Tem a seu cargo a visão e todo o sistema nervoso, estando ainda responsável pela concentração e intuição. É um chakra muito fácil de desalinhar, gerando dores de cabeça regulares, mas também problemas oculares e até pesadelos à noite.

 

Finalmente, o sétimo e último chakra é o Sahasrara, situado no topo da cabeça e com a cor branca. É responsável por todas as ações do cérebro e pela luz do organismo. Quando é estimulado pode criar uma ponte espiritual para com o infinito e gerar paz interior eterna. Em contrapartida, o seu desequilíbrio provoca desorientação, depressão e confusão.

 

Agora que já sabe o que são os Chakras, veja aqui algumas coisinhas que os podem manter em equilírio:

Equilíbrio dos CHAKRAS


×